Total de visualizações de página

segunda-feira, 21 de março de 2011

PIADAS GRAMATICAIS

 


Gosto de fazer brincadeiras com a língua portuguesa para as pessoas perderam o medo e ganharem afinidade com ela. O português não é difícil; o problema é a metodologia ultrapassada do sistema de ensino vigente que faz com que o aluno crie ojeriza. Já li aqui muito amigos afirmando que são péssimos na nossa língua materna, mas não concordo, pois são exímios manipuladores da língua: expressam-se bem tanto na fala quanto na escrita. Não dominar a gramática, não se significa que não dominam o vernáculo, uma vez que a gramática até o windows ou a internet corrige. O único profissional que tem obrigação de dominar totalmente a língua é o chef na hora do ensopado.



|Pai e professor

Filho tira dúvida com o pai:
- Pai, o certo é o carro atolou-se ou o carro se atolou?
- Bem, filho, se atolar as rodas traseiras, o certo é ''o carro se atolou''; agora se for a rodas dianteiras, escreveremos ''o carro atolou-se''.
- Mas se atolarem as quatro rodas, pai?
- Ah, aí escrevemos ''o carro se atolou-se''.




Carta à mãe
               
Um jogador de futebol viajou para jogar uma partida em outra cidade, sua mãe, preocupada, pedira-lhe para mandar um e-mail quando chegasse lá:
- Mãe, nós cheguemo; já joguemo; não ganhemo nem perdemo: nós empatemo.
               De seu filho, Nicodemo. 






Joãozinho na aula 1


A professora olhou para o Joãozinho e disse:
- Joãozinho, essa maçã aí, na sua carteira. Ele respondeu:
- É pra mim comer, professora. Ela o corrigiu:
- É pra eu comer. Joãozinho:
- Não é para a senhora não, professora, é para mim mesmo.



Joãozinho na aula 2

O professor pediu ao Joãozinho para citar cinco palavras com Z.
Ele respondeu:
- É muito fácil, professor: zóio, zurêa, zuvido, zapragata e zóvos.
Professor:
- Muito bem, Joãozinho, vou te dar uma nota que também começa com Z!
Joãozinho comemora:
-Oba, ganhei uns zôito!



Dois com dúvida

Duas pessoas estavam discutindo sobre a pronúncia de certa de uma palavra:
Um dizia:
- É pregunta!
O outro:
O certo é progunta!

Ficaram nessa teima por algum tempo até passar um homem com um livro na mão. Então resolveram tirar a dúvida com ele.
- Senhor, sabe se é pregunta ou progunta que se fala? Indagou um deles.
- Aí vai depender da prenuncia, moço. Respondeu o transeunte.



Joãozinho na aula 3

A professora mandou o Joãozinho colocar uma caixa vazia na lixeira, mas ele a botou em cima. Ela reclamou:
- Por que não colocou a caixa dentro da lixeira, Joãozinho?
- Porque não cabeu, professora. Ele respondeu.
- Não coube, ela retrucou.
- Agora você vai escrever 100 vezes nesta folha “não coube”, sentenciou a professora.
Passou algum tempo, Joãozinho estava parado olhando para o caderno.
- Escreveu  cem vezes as palavras que lhe mandei? Perguntou a professora.
- Escrevi só 99, professora. Respondeu.
- Por quê? Quis saber ela.
-Porque não cabeu tudo, professora!


Joãozinho na aula 4

A professora diz:
- Ontem fui criança. Isso é passado.
- Hoje sou bonita. O que é isso, Joãozinho?
- É mentira, professora!



Joaquim e Manuel

Joaquim pediu ao amigo Manuel sessenta escudos emprestados, mas só tinha cheque.
- Como se escreve 60, Joaquim?
- Aras, Manel, faça dois de trinta, que somando dá no mesmo!






Escolinha do aluno Joãozinho
  
A professora testando a gramática dos alunos:
- Pedrinho, me dê um exemplo de verbo!
- Bicicreta.
- É bicicleta e não é verbo, é substantivo.
- Zezinho, diga para nós um verbo!
- Prástico.
- É plástico e não é verbo, é também um substantivo.
- Edigarzinho, nos dê um exemplo de verbo!
- Crebrô.
- É quebrou. Isso é verbo, mas está errada!
- Mariazinha, dê aqui para seus colegas um exemplo de verbo!
- Hospedar, professora.
- Muito bem, garota!
- Joãozinho, agora faça uma frase com este verbo que sua colega citou!
- É muito fácil, professora: hospedar de prástico da bicicreta crebrô.
- Zero pra você, Joãozinho!!!



Joãozinho ético

Professor:
- Joãozinho, faça sílaba com todas as vogais usando a consoante C!
- Ca, ce, ci e co.
- Ainda está faltando uma, Joãozinho!
- Essa última não vou falar porque é imoralidade, professor.





   1)  Professor: - O que devo fazer para repartir 11 batatas por 7 pessoas
Aluno: - Purê de batata!


2) Professor: - Joaquim, diga o presente do indicativo do verbo caminhar1
Aluno: - Eu caminho… tu caminhas… ele caminha…
Professor: - mais depressa!
Aluno: Nós corremos, vós correis, eles correm!


3) Professor: - “Chovia” que tempo é?
Aluno:- É tempo FEIO


4) Professor: - Quantos corações nós temos?
Aluno: - Dois, professor.
Professor: - Dois!?
Aluno: - Sim, o meu e o seu!


5) Dois alunos chegam tarde à escola e justificam-se:
A -  Aluno diz: - Acordei tarde, senhor professor!  Sonhei que fui à Polinésia e a viagem demorou Muito.
B - Aluno diz: E eu fui esperá-lo no aeroporto!


6) Professor:- Pode dizer-me o nome de cinco coisas que contenham leite?
Aluno:- Sim... Um queijo e quatro vacas.


7) Professora: 
- Joãozinho, me diga, sinceramente, você ora antes de cada refeição?
Joãozinho:
- Não, professora, não preciso… A minha mãe é uma boa cozinheira.


8)Professora:
- Artur, a tua redação “O Meu Cão” é exatamente igual à do seu irmão. Você copiou?
Artur:
- Não, professora. É que o cão é o mesmo.


9)Professora:
- Bruno, que nome se dá a uma pessoa que continua a falar, mesmo quando os outros não estão interessados?
Bruno: - Professora.

10) Professora:
- Joãozinho, na frase: "Eu estudei toda a lição", o que é o sujeito
Joãozinho:
- Bem, se o sujeito for simples, é ladrão; se for composto é quadrilha; se for oculto é baitola e se for indeterminado é travesti.






Dicionário do Joãozinho:

Abreviatura: ato ou efeito de abrir o carro da polícia
Alopatia: dar um telefonema para tia.
Barbicha: boteco para os homossexuais.
Bode expiatório: é um cabra abelhudo.
Cálice: ordem para ficar calado.
Caminhão: caminho grande.
Catálogo: ato ou efeito de apanhar coisas rapidamente.
Chat: tipo chateação que se faz ao vivo na internet.
Combustão: mulher de seio grande.
Comediante: adiar uma refeição para comer mais na frente.
Computador: queixa de alguém com dor grande.
Compressa: que está apressado.
Cretino: habitante da ilha de Creta, na Grécia.
Destilado: aquilo que não está no lado de lá.
Detergente: ato de prender um indivíduo suspeito.
Determina: ato de prender uma garota.
Diagnóstico: fantasma detectado durante o dia.
E-mail: metade de um coisa.
Esfera: animal feroz domesticado.
Filosofia: é apenas um filho da Sofia.
Homossexual: sabão em pó para as partes íntimas.
Imbróglio: página da internet gratuita onde muita gente está  envolvida.
Leilão: mulher chamada de Leila que é muito alta.
Leptospirose: vírus que infetam laptop.
Karma: expressão mineira para evitar o pânico.
Locadora:  mulher maluca chamada Dora.
Morfologia: ciência que estuda o morfo;

Novamente:  indivíduo que renova sua maneira de pensar.
Obscuro:  "ob" na cor preta.
Pedófilo: profissional que trata dos pés.
Paralítico: pessoa que nasce no estado do Pará.
Pianista: mulher que passa o dia na pia lavando louças.
Quartzo: partze ou aposentzo de um apartamentzo.
Razão: lago muito extenso, mas pouco profundo.
Rodapé: aquele que tinha carro, porém agora roda a pé.
Saara: mulher de Abraão, patriarca bíblico.
Sexólogo: sexo apressado, sem demora.
Simpatia: concordando com a irmã da mãe.
Sossega: afirmação de que não enxerga.
Talento: coisa muito devagar.
Típica: o que o mosquito te faz.
Unção: erro de concordância verbal muito comum. O certo é um é.
Vatapá: ordem do prefeito para tapar os buracos na rua.
Viaduto: tipo de duto urbano por onde passa homossexual adulto.
Viúva: ato de ver uma uva.
Volátil: sobrinho avisando onde vai.



Fonte: O dicionário recebi de um amigo por e-mail, apenas o adaptei e o ampliei. Algumas piadas eu criei; outras estão em domínio público e também as adaptei. 

7 comentários:

  1. Muito bom.
    Mas muito bom mesmo.
    Adorei o dicionario.
    Vou começar a usar.

    ResponderExcluir
  2. Bento eu ri alto aqui com o dicionário!
    aushshuaushaushuhashuashu
    e com "zóio, zuêa, zuvido, zapragata e zóvos"
    sahusahuuhsa
    Só você mesmo que consegue brincar com as palavras tão bem.
    Obrigada pelo Carinho lá no Humor Negro.
    Meu amigo, abraços e tenha uma Ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. Bento, gostei muito dessa piadas gramaticais.

    Já estou usando o dicionário também.

    Até logo!

    ResponderExcluir
  4. cara aquela do "zoito" é muito boa! hahaha

    Outra coisa, vi uma vez um debate entre jornalistas e em dado momento entraram no lance de portugues. E um falou o seguinte: O certo não é falar com perfeição e sim, se fazer entender.

    Eu achei genial. QQ adianta falarmos e escrevermos lindamente, corretamente, poeticamente e ninguem entender?!

    Acho q a simplicidade ate na lingua é muito valida, por mais errada coloquialmente esteja.

    Abss

    http://www.estilodistinto.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu ri.. e muito.
    A 2a. do Joazinho me lembra demais meu pai... ele sempre contou esta...rs

    te respondi no meu blog, mas agradeçomuito sua visita e palavras.
    Sigo-te.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Voltando aqui.... mas para dar os parabéns para Taciane.
    Lindos os desenhos dela. E ela deve vibrar por vc posta-los.
    tenho uma filha de 7, que tb adora desenhar.. mas colorir...tss tss.... não é com ela!
    Parabens a familia.

    ;)

    ResponderExcluir