Total de visualizações de página

domingo, 18 de setembro de 2011

Cordel da segurança do trabalho

Desenho de Taciane, minha filha de seis anos.



Fiz este cordel há alguns anos para participar da Semana Interna de Prevenção a Acidente do Trabalho (SIPAT) promovida pela Comissão Interna de Prevenção de Acidente (CIPA) na empresa onde eu trabalhava. Os amigos me convidaram para participar porque era conhecido por ter ganhado alguma vezes concursos de frases sobre prevenção de acidente de trabalho. Pediram-me para fazer um texto, mas logo pensei em um cordel. Eles aceitaram. Foi um sucesso! Quero dedicar essa postagem à minha grande amiga    
Cissa do blog   HumorEmConto por me chamar, gentilmente, de Rei do Cordel. Quero agradecer a todos os amigos que visitarem o Literatura (folhas soltas).
                     
      





Amigo, preste atenção,
Naquilo que vou falar:
Tenha bastante cuidado
Quando assim for trabalhar
Para continuar saudável
E nunca se acidentar.

Porque quando se acidenta,
Muito se sofre e padece,
Há sequela e cicatriz
Que não sara nem se esquece,
Além da humilhação
Que se sofre no INSS.

Ao executar sua tarefa,
Faça-a com muito cuidado,
Ponha tudo no lugar,
Seja bem organizado,
Para jamais aumentar
A lista de acidentado.

Nenhum chefe nem patrão
Não quer que você se mate,
Nem que nada lhe aconteça
E que sua saúde se gaste,
É por isso que fazemos
Essa importante SIPAT.

Para nunca se arriscar,
Dou-lhe um importante aviso:
Jamais use ferramenta
De maneira de improviso
Porque sempre o resultado
É certeza o prejuízo.

Use sempre o equipamento
De proteção individual,
Que para sua segurança,
Não há melhor material,
Pois preserva a saúde e a vida
De maneira sem igual.

Também deve prevenir-se,
Pois há doenças do trabalho,
Que podem fazer sua vida
Um drama, um atrapalho;
Sua família também sofre
Com sua saúde em frangalho.

Quando alguém se acidenta,
É ruim para todo mundo:
A firma perde o empregado,
A União, porque paga o fundo,
A família fica triste,
E você, com stress profundo.

A vida de acidentado
Não há nada de normal
Passa o dia todo na fila
Da Previdência Social
Para poder retirar
Sua licença salarial.

Produza com qualidade,
Trabalhe com segurança,
Pois será recompensado
Porque teve confiança
De que vencerá na vida
Com a sua perseverança.

Nunca brinque com a vida;
Outros dependem de você,
Cuidado com o próximo,
Todos merecem viver
Com paz e tranquilidade
Num ambiente de prazer.

Esta minha instrução é
A qualquer trabalhador,
Seja vigia, motorista,
Auxiliar, operador,
Almoxarife, mecânico,
Líder, chefe ou diretor.

52 comentários:

  1. Muito bem, Bento, você tem sensibilidade e talento para estas coisas e muito mais!

    Um abraço para si e para a Taciane, uma exemplar ilustradora.

    ResponderExcluir
  2. Bento..bom dia!!

    A Cissa tem toda razão. Vc é o rei do Cordel e o rei dos Hai-kais.
    A Elisa..é a minha rainha.

    Parabéns amigo POETA, que dança lindamente desta tão bela arte: A ESCRITA!

    Bj

    ResponderExcluir
  3. Ah..e o desenho da ua Taciane então..Lindinho! Ela é uma artista. Manda beijo pra ela..

    ResponderExcluir
  4. Amigão! Que leveza tem sua pena, para traduzir em acordes sentimentos que pingados em um papel, ou melhor, folha solta, vira arte, preocupação para com seu semelhante. Como é bom ter um artista como você, tão acessivo a todos.
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom Bento vc tem sensibilidade até pra lapisar desenhos, seu sentimento é bonito em tudo que faz. Desenhar é a integridade da arte. Não há possibilidade de trapacear. Ou é bom ou é ruim. você é ótimo. Desejo um belo domingo, com encantada semana. Beijo grande!
    Smareis

    ResponderExcluir
  6. Ai Tio Muito Bom!!! Parabéns. Hauhauhauhau. Esse podia ser um recado para o Ricardo (Abdoral). Huahuahau. Abraços!!

    att: Luiz Eduardo Sales

    ResponderExcluir
  7. Bentinho,
    maravilhoso! Já li, mas retorno com calma para comentar!
    Tenha um excelente domingo com sua família!

    ResponderExcluir
  8. Bentinho,
    REI DO CORDEL!!!
    Desculpe que não pude comentar anteriormente, minha filha estava me exigindo, mas consegui escrever algumas linhas!

    Meu amigo, muito obrigada pela dedicatória! Creio que não tenhas noção o quanto isso é importante na minha vida, num momento em que desejo muito ser escritora, quem sabe publicar um livro num país que não lê!
    Isso me dá uma "sobrevida"!
    MUITO OBRIGADA REI DO CORDEL!

    Emocionei-me por aqui...

    Embora atrasada, pois postei este meu último texto de madrugada, vou colocar uma dedicatória a ti, não apenas pela retribuição, mas porque já tinha em mente fazê-lo. Você merece, é uma das pessoas que tenho mais apresso aqui na blogosfera, de verdade! É um irmão do coração, que não tenho, mas... agora tenho. E também pelo seu trabalho, que sinto com o coração e o quanto levas teu regionalismo ao mundo, de forma brilhante e encantada, como um reino de magias em que te tornas: O REI DO CORDEL! Forte abraço!
    Chorei amigo!

    ResponderExcluir
  9. Bento, como sempre a inspiração está na tua natureza....Um abraço

    ResponderExcluir
  10. Muito bom esse cordel Bento!
    Você realmente é um cara super talentoso, vê-se pela forma como fala sobre um assunto desses com poesia.
    Grande abraço ;D

    ResponderExcluir
  11. Verdades de minha "pena"
    Ao cordel e ao repente
    Na fissura do poema
    Dependuro essa textura
    No varal de nosso Bento.

    Espero que tenha gostado desse poeminha, fiz em sua homenagem. Estou te lendo visceralmente. Abraço, amigo!!!!
    Obs: lindo poema, linda e merecida homenagem à Cissa e lindas imagens compartilhadas conosco. Parabéns, Rei do Cordel.

    ResponderExcluir
  12. Parabéns, Bento.
    O apelido lhe conferido pela nossa amiga entusiasta da literatura Ana Cecília Romeu de Rei do Cordel é sagazmente adequado e extraordinariamente apropriado.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Olá meu amigo de Além mar e de sempre,

    Eu não sei exactamente, o que é poesia de cordel. Depois, você me explica, por favor.
    As suas trovinhas são bem populares, animadas e sobretudo se revestem de utilidade.

    Beijos para você e Taciane.

    ResponderExcluir
  14. Muuuuito bom! Parabéns!
    Eu acho que o Cordel é mais ou menos como a trova gaúcha... estrofes de seis versos. Olha, adorei também o tema. Muito diferente de tudo que se vê por aí, e super instrutivo também!
    Trabalho com publicações para sindicatos e associações de trabalhadores... não sei se qualquer dia desses não vou te pedir licença para publicar este cordel em algum jornal... rsssss

    ResponderExcluir
  15. Muito bem professor! ficou ótimo o cordel, como sempre, quem lhe intitulou, fez com sabedoria, pois você escreve cordel como poucos. Haicais e cordel não é para quem tem intento, fera no assunto é o prof. Bento.

    O estilo é dificil,
    poucos podem escrivinhar.
    Em materia de cordel,
    Prof Bento a liderar.

    Por isto conto esta historia
    outra assim igual não há.
    Gostando de literatura,
    fui um dia pesquisar;
    encontrei um bom assunto,
    nele me pus a falar.

    Falei de vencer por esforço,
    a mesnagem eu quis passar!
    Escrevi o meu codel,
    para quem quisesse olhar.

    Me chegou o prof. Bento
    Em meu sit a pesquisar,
    veio ler o que escrevi;
    bastou nos aproximar.

    Pois é a literatura
    o ponto em comum que há.
    Se um gosta o e outro adora,
    muito tem pra conversar.

    De contentamento contente
    até hoje a nos falar.
    Descobrimos nas palavras
    o que nelas sempre há.
    O valor dos aprecios,
    que só nos humanos há.
    talhados no respeito,
    sempre À dialogar.

    Os dias vão se passando
    e nada pode mudar.
    Pois assunto de cordel,
    não tem em qualquer lugar.

    é dificil de ser feito
    Todos devem respeitar.
    Quem entende o cordel
    sabe o que estou a falar.
    E dificil de ser feito,
    mas proveito é o que há.

    a historia é agradavel
    e sempre tem a ensinar.
    sábio homem nas palavras
    professor cá sempre está,
    nosso respeito é o eterno lema
    Para nós escrevinhar.

    Por isto se torna facil
    esta arte praticar.
    Lendo um cordel aqui,
    Lendo outro acola;
    passa dias de cordel;
    e igual aos teus outros não há.

    Parabéns sempre professor. Não pelo cordel de hoje, mas por todos que já tive a honra de ler.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  16. Bento meu querido, vc tem talendo de sobra!
    E a Cissa ta certa sim, vc é o rei do Cordel!

    Abraços meu querido, tenha uma ótima semana =*
    Beijos na Taci!

    ResponderExcluir
  17. Fala Bento, beleza?

    Rapaz, você é mesmo talentoso para essas coisas. Não é a toa que nossa amiga Cissa te chama de "o rei do Cordel". Mas não sei por que na minha cabeça ficou com ritmo de repente nordestino, será que tem a ver? rsrs


    Grande abraço e uma ótima semana

    Almir Ferreira
    Rama na Vimana

    ResponderExcluir
  18. Bentinho,
    a Bel Rodrigues que comentou aí encima é minha irmã, não sei se você sabe!
    Abração, amigo!

    ResponderExcluir
  19. Querida Amiga.
    Me perdoe a demora em visita-la
    eu queria ser perfeita para fazer a
    felicidade de todas minhas amizades,
    pois só assim me sentia muito feliz.
    Amo a cada um da mesma forma peço a
    Deus para viver minha vitória que
    certamente Deus tem preparada para mim.
    Uma linda tarde.
    Bejs carinhosos.
    Evanir
    Amigo é tão gostoso ler seus poemas tão brasileiros simplesmente belo.

    ResponderExcluir
  20. Bento, meu caro amigo, a Cissa não exagerou quando te definiu como, REI DO CORDEL! De fato é notório, o talento que brota de sua mente inteligente. Eu invejo, invejo no bom sentido da coisa, essa capacidade que talentos como você, tem na busca pela rima das palavras. Parabéns, meu amigo. Um grande abraço, colaborado pela ilustre contribuição da pequenina e já tão talentosa no trato com a arte de desenhar, Taciane, para quem mando um beijinho no coração.

    ResponderExcluir
  21. Você abordou em forma poética todos os aspectos importantes a serem observados no trabalho, assim como as inevitáveis consequências de uma pequena distração. Acidentes de trabalho nem sempre decorrem de falta de equipamentos, mas do fato de não serem eles usados, adequadamente, pelos empregados.
    Meus parabéns!!!!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  22. Folhas de Outono adora visitar Folhas Soltas!
    Boa noite meu querido e amado amigo rei do cordel!
    Sabia que tenho uma grande simpatia pela literatura de cordel...
    Vc é muito talentoso,e eu tenho um grande orgulho de ser tua amiga virtual...dedicar essa post a minha amiga loirinha foi tudo de lindo que vejo no seu coração...grandioso vc !
    Bjssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  23. Bentinho,
    vim rapidamente agradecer as palavras por lá, no post muito importante para mim!
    Obrigada, amigo!

    ResponderExcluir
  24. Olá meu amigo de além mar e de sempre,

    Agradeço a sua explicação, bem detalhada, sobre o que é a literatura de cordel. Percebi, perfeitamente.
    Em Portugal não se pratica, não.
    Se pratica a chamada "DESGARRADA", que é semelhante àquela, que os repentistas no Brasil fazem. No entanto, a desgarrada só se pratica em zonas rurais, afastadas das cidades, é realizada por homens e mulheres, que as cantam, e fazem a trovinha na hora, para dar resposta ao outro cantador, e não sabem, geralmente, ler nem escrever.
    Agradeço de novo. Estamos sempre a APRENDER.
    Boa quarta feira.
    Taciane como vai? Ela já frequenta a escola?

    Abraços e beijos de luz para ambos.

    ResponderExcluir
  25. Bento

    O reconhecimento é muito próprio de pessoas de sentimentos.
    O poema é bem conseguido e muito interventivo no que diz respeito à segurança no trabalho. Que nunca seja descurada!
    Abraços

    ResponderExcluir
  26. Excelente Bento!!
    Tão simples, direto e belo.
    Todos entendem prontamente!
    Levas o nome de rei do cordel não é por acaso amigo. Ficou extraordinário!

    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  27. Bento, obrigada pelas palavras sempre bela no meu blog. Gosto de estar aqui te lendo com muito prazer. Volto logo!Desejo uma ótima quinta-feira com final de semana maravilhoso. Bjs!
    Smareis

    ResponderExcluir
  28. Bento..passando para dar um OIzinho aos amigos!!

    Bj

    ResponderExcluir
  29. Folhas de Outono adora visitar Folhas Soltas!
    bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  30. BENTO
    Que lindo Cordel.
    És eclético e dos bons.
    Escrevinhei um pequenino cordel no ano passado, mas
    não consigo achar nos meus manuscritos.Acho que ficou sem graça,por isso que perdi.

    Bj

    ResponderExcluir
  31. Adorei esse conto!

    Ele é muito criativo,acho muito interessante
    pessoa como vc que tem esse dom...
    Conheço vc e sei o grande talento que tem!

    Acho que esta na hora de escrever seu livro,
    da sua história de vida real.
    E ser reconhecido mundial, o grande talento
    que tem, vc merece!
    Deus te proteja sempre!!
    Beijo para Taciane.
    Abraço!
    Luci Sales.

    ResponderExcluir
  32. Bento, meu amigo!
    É de total merecimento o crédito de Rei do Cordel!
    Tá perfeito, a linguagem clara e direta, a rima e o sentido em cada palavra.
    Não é à toa que procuraram você para fazer essa parte, pois com certeza é notável sua capacidade e qualidade para escrever com tamanha precisão sobre um tema realmente importante como esse.
    Saudades daqui Bento, assim que reorganizar as coisas por aqui estarei de volta.
    Um abraço e Parabéns pelo Cordel!

    ResponderExcluir
  33. É de merecimento o titulo que te dão!
    E sabe que sempre quando assisto a novela Cordel Encantado lembro de ti, rs

    Eu uma vez já me acidentei no trabalho e tive de encarar o INSS e é um caos realmente.
    Que teu cordel fique de aviso aos desavisados, rsrs.

    Como sempre é bom em tudo que faz!
    Abraço e bom final de semana pra ti e família!

    ResponderExcluir
  34. concordo... sempre bom em tudo o que faz! :D
    Gostei do seu Cordel rsrs
    :*

    ResponderExcluir
  35. Oh, o desenho é lindo!
    Os versos são como uma liçao moral, são cativantes.

    Amig, fiquei fora por alguns tempos, a vida tem tomado um rumo diferente a cada dia, todavia, estou de volta.
    Obrigado pelo carinho em meu blog!

    Abraço.

    (http://paulobouvier.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  36. Gostei demais desse Cordel, Bento!
    Linkei \o
    Beijos e Abraços meu amigo!

    ResponderExcluir
  37. Gostei da poesia realidade purea
    Jose Vieira

    ResponderExcluir
  38. Foi embora o professor
    Do humor e do sorriso
    Foi morara no paraíso
    Parou de sentir a dor
    Ele que plantou o amor
    Sem querer teve que ir
    Partiu sem querer partir
    Sem força se entregou
    Todo o planeta chorou
    Pra fazer o céu sorrir.
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  39. É simplesmente normal
    A vida do sertanejo
    Tira o leite faz o queijo
    Vai vender na capital
    Compra querosene sal
    Sabonete e macarrão
    Bolacha trigo sabão
    Barbeador e cachaça
    Vinagre alho potassa
    Açucar tabaco e pão.
    MANDACARU(JOSE VIEIRA)

    ResponderExcluir
  40. Eles que comam baratas
    Formigas e gafanhotos
    Caramujos dos esgotos
    Cupim calango e lagartas
    Escorpião com batatas
    Rato magro da colina
    Cobra sapo perna fina
    Morcego sanguinolento
    Não vou deixar que o jumento
    Vire um negocio da china
    Autor:Welington Vicente
    Glosa:MANDACARU

    ResponderExcluir
  41. Agricultor da mão grossa
    Levanta de madrugada
    Faz café e bate a enxada
    E vai trabalhar na roça
    Tem dia que não almoça
    Porque não pode parar
    Depois sai pra procurar
    Os animais no cercado
    Volta pra casa cansado
    Ninguém ver o reclamar
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  42. Não sei escrever bonito
    Não sou intelectual
    Eu sou um cara normal
    Escrevo o que eu acredito
    Não quero ser esquisito
    Também não vou plagiar
    Eu não pretendo mudar
    A minha filosofia
    Porque o cara que copia
    Não merece divulgar.
    Mandacaru

    Eu sou nordestino rude
    Não sei ler nem escrever
    Mas consegui entender
    Importante é ter saude
    Humildade e atitude
    Carater e honestidade
    Ter uma vida de verdade
    Sem fazer mal de ninguém
    Ser amado e querer bem
    Só causar felicidade.
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  43. FORTE REALIDADE SOCIAL É ESTA.IRMÃOS NÃO SE ESQUEÇAM,AS ELEIÇÕES ESTÃO CHEGANDO HEIN!

    PERDI TUDO NUMA ENCHENTE
    DEPOIS DE UMA FORTE CHUVA
    AQUI NO ARICANDUVA
    TEM SOFRIDO MUITA GENTE
    O BAIRRO É MUITO CARENTE
    MÁS ME OBRIGO A MORAR
    NÃO ME CANSO DE LUTAR
    E NEM PERCO A MINHA ALEGRIA
    QUE AMANHÃ É UM NOVO DIA
    UM NOVO SOL VAI BRILHAR!

    JÚNIOR ADELINO

    ResponderExcluir
  44. O Brasil ficou entristeceu
    Quando a globo anunciou
    Triste o nordeste chorou
    Com a perda do filho seu
    O mundo se comoveu
    Por Chico Anisio partir
    Sem poder se despedir
    Papai do céu lhe chamou
    Todo o planeta chorou
    Pra fazer o céu sorrir.
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  45. Foi embora o professor
    Do humor e do sorriso
    Foi morara no paraíso
    Parou de sentir a dor
    Ele que plantou o amor
    Sem querer teve que ir
    Partiu sem querer partir
    Sem força se entregou
    Todo o planeta chorou
    Pra fazer o céu sorrir.
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  46. Fiz um túnel na cela da saudade
    Pra tentar escapar da solidão.


    Recebi a sentença ainda moço
    Pela lei mais severa de Cupido
    Mesmo sem o histórico de bandido
    Vivo preso neste feio calabouço
    Bem na frente da cela existe um fosso
    Onde uma valente guarnição
    Se reveza em escala de plantão.
    Nem o sol pode entrar em minha grade!
    Fiz um túnel na cela da saudade
    Pra tentar escapar da solidão.

    Recorri, mas perdi nos tribunais.
    Já não tenho esperanças como antes:
    Dez motivos tenho como os agravantes
    E nem cinco atenuantes tenho mais.
    Com os poucos contatos pessoais
    Consegui um pedaço de formão,
    Toda noite, em silêncio, cavo o chão,
    Falta um metro para a minha liberdade!
    Fiz um túnel na cela da saudade
    Pra tentar escapar da solidão.
    Glosas: Wellington Vicente

    ResponderExcluir
  47. Quando Chico chegou
    No plano espiritual
    Tinha uma turma legal
    Veja quem recepcionou
    Rogério Cardoso gritou
    Bem vindo mestre amado
    Lupe e Costinha abraçado
    Tupinabá e Nair Belo
    Ivon Cure e grande Otelo
    Todos sorrindo ao seu lado.
    MANDACRAU

    ResponderExcluir
  48. NINGUEM TE AMA NO MUNDO MAIS QUE EU
    DESDE O DIA DE NOSSA DESPEDIDA
    JA TENTEI TE ARRANCAR DA MINHA VIDA
    MAS A PURA VERDADE É QUE NÃO DEU
    NINGUEM SOFRE POR TI MAIS DO QUE EU
    MAS NÃO DÁ PRA PERDOAR SUA TRAIÇÃO
    O QUE FEZ CONTRA A MIM FOI SEM PERDÃO
    E TODOS SABEM QUE EU NÃO MERECIA
    OS GARRANCHOS DA TUA COVARDIA
    ARRANHARAM DEMAIS MEU CORAÇÃO
    Heleno Louro


    Faz quinze dias que eu estou sem comer
    Eu já não tenho mas prazer pela a comida
    No meu quarto não vou nem pra dormida
    Se eu vou cantar só sei falar de sofrer
    Eu não bebia agora eu comecei beber
    Fico no bar tomando pinga com limão
    Ouvindo os bregas que fala de traição
    E na tristeza ás vezes amanheço o dia
    Os garranchos da tua covardia
    Arranharam demais o meu coração.
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  49. TUDO ISSO É UMA TRADIÇÃO ANTIGA
    QUE FAZ PARTE DO POVO SERTANEJO
    TIRAR LEITE DA VACA FAZER QUEIJO
    PROCURAR O QUE É BOM PARA A BARRIGA
    MILHO VERDE COZIDA NA ESPIGA
    CUSCUZ FEITO AO VAPOR DO CALDEIRÃO
    O ARROZ DESCASCADO NO PILÃO
    FEIJÃO PRETO BATIDO NUMA VARA
    QUEM PROVAR DUM GUINÉ QUE MÃE PREPARA
    NÃO ESQUECE A COMIDA DO SERTÃO

    OS QUE SÃO SERTANEJOS MAS EXIGEM
    PRATOS CHIQUES IGUAIS A CAVIAR
    CADA UM TEM DIREITO DE ERRAR
    MAS DE TÃO IMBECIS NEM SE CORRIGEM
    MUITA GENTE ESQUECE A SUA ORIGEM
    SÓ PORQUE MELHOROU DE CONDIÇÃO
    QUEM SE PASSA A ANDAR DE AVIÃO
    NÃO QUER MAIS NEM VER UM PAU DE ARARA
    QUEM PROVAR DUM GUINÉ QUE MÃE PREPARA
    NÃO ESQUECE A COMIDA DO SERTÃO

    PRA COMER SE VOCÊ FOR BEM DISPOSTO
    SEM FRESCURA POR CARDÁPIO DE LUXO
    NO SERTÃO VOCÊ CHEGAR ENCHE O BUCHO
    MAS NA ORLA PRAIEIRA É O OPOSTO
    NOS HOTÉIS A COMIDA NÃO TEM GOSTO
    CHEIRA A GÁS QUE EXPELE O BOTIJÃO
    SEM CONTAR UM AR DE POLUIÇÃO
    TODO INSTANTE ROÇANDO NOSSA CARA
    QUEM PROVAR DUM GUINÉ QUE MÃE PREPARA
    NÃO ESQUECE A COMIDA DO SERTÃO

    Heleno Alexandre.

    ResponderExcluir
  50. Todo dia bem cedinho
    Bato bem minha enxada
    Como a minha coalhada
    Vou pro roçado sozinho
    Vou cantando no caminho
    Uma canção de amor
    Sou poeta agricultor
    Mais sou feliz podes crer
    Poeta não pode ter
    Odio,maldade e rancor
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  51. Sinto o cheiro do seu corpo perfumado
    Os meus lábios vão à procura dos seus
    Seus lábios quando encostam aos meus
    Me deixa louco cem por cento excitado
    Em cada beijo eu fico mais apaixonado
    Sua voz suave pedindo pra não parar
    As minhas mãos no seu corpo a deslizar
    Você gritando sem mas ouvir o que digo
    Dez minutos de amor sendo contigo
    Vale o resto da vida sem amar
    MANDACARU

    ResponderExcluir