Total de visualizações de página

sábado, 28 de janeiro de 2012

Antithesis vitae

Desenho de Taciane, minha filha com seis anos.


Não                                
Sim
Treva
Luz
Fome
Saciedade
Pranto
Riso
Saúde
Doença
Ingenuidade
Sapiência
Bem
Mal
Certo
Errado
Bom
Mau
Incipiência
Experiência
Puerícia
Adolescência
Ônus
Bônus
Labor
Ociosidade
Glória
Desdita
Ilusão
Desilusão
Alegria
Melancolia
Vigor
Debilidade
Beleza
Fealdade
Juventude
Senectude
Lucidez
Senilidade
Benquisto
Malquisto
Vida
Exício
Superno
ou
Averno.


38 comentários:

  1. Amigo Bento!
    Muito arguto e inteligente teu poema!
    Antítese perfeita,
    trazendo um tanto de palavras entre o sim e o não, o certo e o errado..., a probabilidade, não é mesmo?

    Grande abraço para ti e tua família!
    A Taciane sempre abrilhantando os posts!!! :)

    ResponderExcluir
  2. É meu querido amigo...
    Contrastes da vida....
    ( Não pense que sou inteligente e já sabia o significado, fui no tradutor google e coloquei lá: De latim para portugues)
    rsrsrs
    Mas os contrastes da vida é que dão graça nele.
    Tudo igual e sempre igual seria insuportavel.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bom? Então, é a minha primeira visita aqui no seu e poxa, estou adorando! Estou seguindo e voltarei mais vezes!

    Também tenho um blog, passa por lá? Te deixo o link dele:
    http://25conto.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Em cada palavra o peso de cada uma e ao mesmo tempo colocadas de forma bem poética na sua ordem sequencial. Um grande abraço querido amigo.

    ResponderExcluir
  5. Olá estimado amigo,

    Só mesmo Professor, e muito interessado por sua profissão, pode fazer esta pequena obra de arte.
    Adoro antónimos e faço aulas só com essa matéria. Os alunos se divertem, raciocinam, involuntariamente, e vão aprendendo, que é meu maior objectivo.
    Boa semana.
    Se divirta!

    Abraços de muito carinho e luz.

    ResponderExcluir
  6. Referências inteligentes! Objetivo de todos a atingir. Nem sempre o conquistamos com sobriedade, mas é a trilha da vida de cada um. Excelente reflexão! Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  7. Putz grila... esse post para aumentar vocabulário é uma maravilha!

    E antônimos também! :D

    Abraçãoo Bento

    ResponderExcluir
  8. Olá Bentão tudo bem?

    Amigo essa dialidade existe no mundo e muito!
    Enquanto sacio minha fome, muita gente morre disso por aí!
    Enquanto sinto calor algumas pessoas morrem de frio... Nosso mundo viaja nesse ritimo e ninguém está nem aí pra isso...

    Belo poema!

    ResponderExcluir
  9. Olá querido amigo,

    Passando para te pedir, que quando tiveres tempo, passes no "Singularidades da História", porque há lá uma questão, quase no final da postagem, que queria tua opinião.
    Nos encontramos por lá.

    Se divirta, porque as férias estão quase findando, não?

    Beijos de luz e do Breno, aquele abraço.

    ResponderExcluir
  10. Olá meu amigo Bento.

    Muito bem dito o poema. Consciência do que nos rodeia. Tudo para nos fazer crescer, cada palavra, que nos coloca no front da vida.

    E muito bem faz a Taciane, comunicando alegremente em desenho seu mundo, tecendo as purezas de seus sentimentos.

    Boa semana para vocês.

    Abs.

    ResponderExcluir
  11. Absolutamente fantástico seu poema, meu querido amigo. Tudo o que um ser humano pode passar pela vida.
    Pura cultura te ler, Bento, parabéns!
    Um encanto o desenho da Taciane...
    Beijos e ótima semana!
    Valéria

    ResponderExcluir
  12. Seu poema é uma arte. Foi pintando com as palavras focos e sentimentos. E há muita lucidez em cada olhar propiciado pelos vocábulos.
    É lindo ver você ilustrar postagens com desenhos de sua filha. Uma grande demonstração de afeto e de reconhecimento.

    Grande abraço, meu querido amigo!

    ResponderExcluir
  13. Fala mano Bento,

    Por vezes a vida nos oferece opções extremas como a do seu poema. Mas eu tenho fazer a minha um pouco menos maniqueísta, pois como diz a velha sabedoria, "entre o preto e o branco existe uma infinidade de tons de cinza".

    Um grande abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  14. Caro amigo Bento
    Antítese poema com a linda ilustração da querida Taciane.
    Pós e contra que fazem parte do nosso cotidiano para que a vida tenha sentido.

    Um linda semana
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Tudo isso faz parte do Ato de viver"

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Bento! Parabéns pelo poema!

    Um dia você criou um cantinho, só pra você curtir, e campartihar com pessoas, que sente orgulho de ser seu amigos:Folhas soltos, e para refletir, um lindo poema uma poesia um conto de qualidade são tantas qualidades, que nâo tenho com falar todas, cem palavras.
    Hoje tenho orgulho profundo de você!
    Beijo, de Luci Sales.

    ResponderExcluir
  17. Olá querido amigo Bento,

    Agradeço tua primorosa e sábia colaboração no blog de História.
    É isso mesmo. Obrigada. Hoje, estive pesquisando sobre o assunto.

    Abraços de luz.

    ResponderExcluir
  18. Obrigado conterrâneo Amigo, seu espaço literario e de grande valor. Linda cidade de Independencia, conheço muito bem. viv na cruzeta. um abração e volte sempre.lhe coloquei nos meus favoritos, pra sempre lhe visitar e comentar-lhe

    ResponderExcluir
  19. se a palavra pudesse condensar todas as existências desejaria converte-me em verbo.
    abraço, amigo bento, rendido ao traço tão simples e tão verdadeiro da tua pequena princesa!

    ResponderExcluir
  20. Folhas de outono adora visitar Folhas soltas!
    Sabia que fico tão feliz quando me visitas...alma renovada...assimn me sinto...
    Vc na literatura supera hém menino!
    Entre os contrastes que a vida nos oferece vou saciando com alegria,sapiência,lucidez,labor,vigor...para na glória não me iludir,ter sempre a luz como um sim!
    bjs de dia de domingo!

    Ps:Estou com o post literatura de cordel quase pronto,quando postar te convido para ser o primeiro a ler,kkkkkkkkkkkkkkkkkk(pretenciosa essa menina)

    ResponderExcluir
  21. Tanto bláblá deixei de falar no desenho da Tacy...
    P*A*R*A*B*E*N*S
    bjs para ela!

    ResponderExcluir
  22. As palavras estão aí para dizer, calar, brincar e converter-se em sentido dentro da cabeça de cada um. Ótimo!

    ResponderExcluir
  23. Oi Bento,

    Antíteses da vida. Com elas convivemos.

    A Taciane progride cada vez mais em sua arte.

    Parabéns a ambos pela criatividade.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  24. Hope you and yours are having a GREAT week!

    Harry

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Foi um grande prazer conhecer seu blog.Aproveito meu tempo para navegar e ler textos e poemas feitos por pessoas que gostam de escrever.
    Que bom que você é uma delas.
    Grande abraço
    se cuida

    ResponderExcluir
  26. Olá amigo,

    Venho agradecer-lhe a preciosa visita.

    Desejo-lhe uma ótima noite.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  27. Professor Bento, vim lhe agradecer as palavras. Desculpe minha falta de tempo.

    Sobre teu comentário, concordo e vejo sim, que o bicho ser humano é sem dúvidas multifacetados; porém não menos que únicos, pois a personalidade penso que não é instável, mas sim monodimensional (dentro de uma variedade especifica de cada pessoa), no sentido exato de que somos animais, e não árvores estáticas em conceitos.

    Um grande abraço!

    10 de fevereiro de 2012 12:01

    ResponderExcluir
  28. sim-não.
    Yin-yang.
    Bem-mal.
    Antiteses da vida. Vida-morte.
    Essenciais.

    "Nasce o Sol, e não dura mais que um dia; Depois da Luz se segue à noite escura; Em tristes sombras morre a formosura, Em contínuas tristezas e alegrias."
    Gregório de Mattos

    Li este trecho e pensei em voce, no seu poema.

    Abraço forte

    Adriana

    (Estava commuita saudade daqui)

    ResponderExcluir
  29. Meu amigo professor, sempre a dar uma dica. AMEI seu comentário sobre a interpretação de textos. Os mestres precisavam ensinar as pessoas a escrever, a conhecer os autores, antes de entrar na interpretação, propriamente dita. Essa é uma dificuldade que muitos têm, com relação a poesias. Aliás, já me disseram isso, tanto seguidores quanto uma conhecida, que é editora e que afirma não haver campo comercial para livros de poesias, por essa razão. Ninguém quer interpretar, mas sentir.
    A frase que mencionou é magnífica. Obrigada!!!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  30. A NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA.

    SOU AQUELE SERTANEJO
    DISTANTE DE SER BURGUÊS
    QUERENDO SABER DE TUDO
    SÓ SE "HELLOW" NO INGLÊS
    SOU PÉSSIMO EM DIALOGAR
    MÁS POR TEIMA EU VOU FALAR
    DO QUE SEI DO PORTUGUÊS.

    NÃO DOMINO O PORTUGUÊS
    E NEM CLASSES GRAMATICAIS
    A SEMÂNTICA E A SINTAXE
    ACHO DIFÍCEIS DEMAIS
    MÁS VOU COM OBJETIVO
    FALAR DE SUBSTANTIVO
    VERBO,ARTIGO E OUTROS MAIS.

    TEM TAMBÉM OS NUMERAIS
    PRONOME E INTERJEIÇÃO
    ADVÉRBIO E ADJETIVO
    E A TAL DA PREPOSIÇÃO
    E PRA NÃO COMETER EMPASSES
    FECHO O CICLO DAS DEZ CLASSES
    FALANDO DA CONJUNÇÃO.

    SÓ EXISTE A ORAÇÃO
    SE O VERBO ESTIVER PRESENTE
    MÁS SE OLHAR DIREITINHO
    TEM MAIS DE UM COMPONENTE
    TEM NÚCLEO DO PREDICADO
    SUJEITO INDETERMINADO,
    O SIMPLES E O INEXISTENTE.

    FICO DE CABEÇA QUENTE
    SUBINDO O NÍVEL DE ESTRESSE
    QUANDO A PALAVRA HOMÔNIMO
    NO MEU JUÍZO APARECE
    CHEGA ME DÁ UM APERTO
    SEI QUE SE ESCREVE CONSERTO
    COM "C" E TAMBÉM COM "S".

    OUTRA QUE ME ENLOUQUECE
    É A PALAVRA SESSÃO
    SE ESCREVE DE TRÊS MANEIRAS
    CAUSANDO EM MIM CONFUSÃO
    CESSÃO COM "C" ME APARECE
    COM "Ç" E DOIS "S"
    JÁ DEI A DEMONSTRAÇÃO.

    PRA SE ESCREVER REDAÇÃO
    TEM QUE FICAR BEM ATENTO
    DO TÍTULO E DA INTRODUÇÃO
    NÃO FUGIR NEM UM MOMENTO
    PRESTAR BASTANTE ATENÇÃO
    QUE ANTES DA CONCLUSÃO
    VEM-SE O DESENVOLVIMENTO.

    TODAS QUE LEVAM ACENTO
    SÃO AS PROPAROXÍTONAS
    NA PENÚLTIMA SÍLABA FORTE
    CONHEÇO AS PAROXÍTONAS
    VOU SEGUINDO A DEUS DARÁ
    CAFÉ,FORRÓ E SOFÁ
    SÃO EXEMPLOS DE OXÍTONAS.

    ASSIM COMO AS OXÍTONAS
    VOU REPRESENTAR TAMBÉM
    A CLASSE DOS MONOSSÍLABOS
    QUE NA MINHA MENTE VEM
    DONOS DE UMA SÍLABA SÓ
    TIPO CHÁ,PÁ,PÉ E PÓ
    PIA,PAU,LAR,BAR E CEM.

    NO PORTUGUÊS VOU TAMBÉM
    FALAR DA CONOTAÇÃO
    É O SENTIDO FIGURADO
    PARA QUALQUER EXPRESSÃO
    DE UM CONCEITO ORIGINAL
    QUE NO SENTIDO REAL
    MOSTRA NA DENOTAÇÃO.

    IGUAL A NOSSA NAÇÃO
    QUE HERDOU DE PORTUGAL
    O PORTUGUÊS QUE FALAMOS
    DE UMA MANEIRA GERAL
    DO MESMO JEITO SE NOTA
    QUE ANGOLA TAMBÉM ADOTA
    COMO A LÍNGUA OFICIAL.

    SE FALA EM GUINÉ-BISSAU
    O NOSSO PORTUGUÊS CHIQUE,
    CABO VERDE E TIMOR LESTE,
    E ANTES QUE ALGUÉM ME CRITIQUE
    É FALADO EM SÃO TOMÉ
    E POR ÚLTIMO TAMBÉM É
    NO PAIS DE MOÇAMBIQUE.

    ANTES QUE ALGUÉM ME CRITIQUE
    ME CAUSANDO UM CERTO TÉDIO
    QUERO AVISAR AO LEITOR
    SÓ TENHO O ENSINO MÉDIO
    TENHO FOME POR SABER
    E QUEM QUISER APRENDER
    LER É UM SANTO REMÉDIO.

    JÚNIOR ADELINO (SP.28.02.2012)

    Se você esta triste desanimado
    Muito deprimido com certo tédio
    Não adianta entupir-se de remédio
    Alem de triste vai ficar intoxicado
    O que tu deves é ficar apaixonado
    Por alguém por você e pela vida
    Não pense que a batalha ta perdida
    Faça diferente tudo que ainda não fez
    Jamais desista lute tente outra vez
    Fé em Deus sua graça é concebida.
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  31. Quando chove em janeiro
    O homem do Campo planta
    Acorda cedinho e canta
    A canção do padroeiro
    Bate a enxada no terreiro
    E ainda de madrugada
    Vai pra terra preparada
    Plantar a semente no chão
    Isso se ver no sertão
    Depois da terra molhada.
    MOTE: WELLINGTON VICENTE
    GLOSA DE MANDACARU

    CAMPONÊS AGRADECENDO
    Á DEUS EM VOZ FINA OU GRAVE
    VENTO SOPRANDO SUAVE
    QUANDO VEM AMANHECENDO
    CHEIRO DE MATO NASCENDO
    LODO NO PÉ DA CALÇADA
    UMA CADELA ASSUSTADA
    LEMBRANDO O ÚLTIMO TROVÃO
    ISSO SE VÊ NO SERTÃO
    DEPOIS DA TERRA MOLHADA

    PINTOS NO QUINTAL CISCANDO
    A PROCURA DE COMIDA
    A FLORESTA REVESTIDA
    PÁSSAROS VOANDO DE BANDO
    A VACA SE ESFORÇANDO
    PRA NÃO FICAR ATOLADA
    NO PASTO NÃO FALTA NADA
    NO COCHO SOBRA RAÇÃO
    ISSO SE VÊ NO SERTÃO
    DEPOIS DA TERRA MOLHADA

    PEIXES PULANDO NO LEITO
    DO RIO COM ÁGUAS NOVAS
    SEMENTES RACHANDO COVAS
    DEPOIS DO PLANTIO FEITO
    COMO UM SÍMBOLO DE RESPEITO
    SE OUVE DE MADRUGADA
    O CORAL DA PASSARADA
    ENTOANDO UMA CANÇÃO
    ISSO SE VÊ NO SERTÃO
    DEPOIS DA TERRA MOLHADA

    MOTE: WELLINGTON VICENTE (PORTO VELHO)
    ESTROFES: HELENO ALEXANDRE (SAPÉ)
    UM POETA ESTANDO COMO ESTOU
    NESTE LEITO MORIBUNDO E DOENTE
    SEM AMIGO PARENTE E ADERENTE
    SEM RUMO SEM SABER PRA ONDE VOU
    A DOENÇA EM MIM SE EMCOSTOU
    E PARA MIM A BATALHA TÁ PERDIDA
    VOU REZAR PRA MARIA CONCEBIDA
    PRA LIVRAR-ME DESTE LUGAR TRISTONHO
    NÃO MALTRATE UM POETA E NEM SEU SONHO
    QUE UM POETA SEM SONHO NÃO TEM VIDA
    NESTE LEITO O CAFÉ É INJEÇÃO
    O ALMOÇO É SÔRO E COMPRIMIDO
    SÓ DEUS SABE O QUANTO TENHO SOFRIDO
    ISSO ATÉ PARECE UMA MALDIÇÃO
    NUNCA MAIS VI UM PRATO DE FEIJÃO
    A COMIDA É SEM SAL DESENCHAVIDA
    MAS SE EU NÃO COMER ESSA COMIDA
    VOU DE FOME MORRER ISSO EU SUPONHO
    NÃO MALTRATE UM POETA E NEM SEU SONHO
    QUE UM POETA SEM SONHO NÃO TEM VIDA
    PATICO JERICÓ

    ResponderExcluir
  32. Mandacaru
    JÁ CANTEI A ASA BRANCA
    DE LUIZ REI DO BAIÃO
    MAIOR IDOLO DO SERTÃO
    TINHA UMA CANTIGA FRANCA
    O MUNDO HOJE ESTANCA
    COM SAUDADE DE GONZAGA
    SUA SANFONA SUA SAGA
    CONSTRUIO SUA HISTORIA
    VAI TA SEMPRE NA MEMORIA
    O TEMPO JAMAIS APAGA.

    ResponderExcluir
  33. lourival pereira - 09:26 - Amigos
    Para:
    Mandac@ru Perfil

    Eu sou lourival pereira
    poeta do jênio crû
    me diga qual ê o dia
    que eu vou do iguatu
    cantar de baixo da sombra
    do pê de mandacaru
    Sou Mandacaru poeta
    Cabra que nunca engana
    Não tenho data concreta
    Nem a resposta bacana
    Mas pode tranquilizar
    Que ao amigo vai cantar
    Na sombra do” Cajarana.”



    BUSCANDO EM MEU ALMANAQUE
    ATÉ HOJE AINDA ME LEMBRO
    DIA ONZE DE SETEMBRO
    VIROU NOTÍCIA E DESTAQUE
    DAQUELE TERRÍVEL ATAQUE
    BIN LADEN ASSUME AUTORIA
    E O MUNDO ASSIM CONHECIA
    O TERRORISMO DE ALÁ
    O POETA TAMBÉM DÁ
    UM SHOW DE GEOGRAFIA.

    GLOSA:JÚNIOR ADELINO
    MOTE:HELENO ALEXANDRE

    Com bem estar amputado
    O trabalhador Brasileiro
    Que passa o mês inteiro
    Com um salário minguado
    Enquanto o do deputado
    Cresce quase todo dia
    Faz a lei aprova e cria
    Sem precisar trabalhar
    Mandacaru também dá
    Seu show de economia.
    MANDACARU



    A verba do deputado
    Sobe duzentos por cento
    O mínimo sem ter aumento
    Vai ficando defasado
    O presidente do senado
    Ganha bem e silencia
    Não liga pra minhoria
    E também não fala nada
    A justiça cega e calada
    Apoiando a maioria.
    MANDACARU


    DE REPENTE EU QUERO SER
    MAIS UM HERÓI DO REPENTE
    SENTIR NO MEU CORAÇÃO
    O QUE VOCÊ TAMBÉM SENTE
    NA CAMINHADA QUE VOU
    SE NA FRENTE EU NÃO ESTOU
    DEUS ESTÁ NA MINHA FRENTE
    (POETA CHICO XAVIER).




    Ainda quero escrever
    Para deixar de presente
    Minha prosa meu repente
    Tudo que eu pensei fazer
    O que não deu para dizer
    Na minha breve estadia
    Se no palco da poesia
    Não puder mais atuar
    Se eu deixar de cantar
    Minha vida acabaria.
    Mandacaru

    ResponderExcluir
  34. Sou camponês do serrado
    Nascido no pé da serra
    Amo de mais minha terra
    Sou mas que apaixonado
    Pelo meu sertão amado
    O meu chão e minha gente
    Chego sorrir de contente
    Quando chego ao sertão
    Com papai mamãe e irmão
    Vovó titia e parente.
    mandacaru

    ResponderExcluir
  35. Meu verso tem vaquejada
    Tem frevo e maracatu
    Tem flor de mandacaru
    Perfumando a chapada
    Tem queijo leite e coalhada
    Tem arroz milho e feijão
    Forró xaxado e baião
    E dança de são Gonçalo
    Tem corrida de cavalo
    Nas quebradas do sertão
    MANDACARU

    O meu verso tem saudade
    Do interior que eu deixei
    Onde eu nasci e me criei
    Numa infância de verdade
    Hoje eu sei da felicidade
    Da vida simples e ativa
    Com minha esperança viva
    Mesmo morando na aldeia
    Os versos que trago na veia
    Me inspirei no patativa.
    MANDACARU


    Sou aprendiz de poesia
    Fascinado num baião
    Forro xaxado e são João
    Me alimenta todo dia
    A minha filosofia
    É manter a mente ativa
    Ouvir coisa positiva
    Um forró uma modinha
    Eu sou fã de carteirinha
    De Gonzaga e patativa
    MANDACARU

    ResponderExcluir
  36. BENTO FOI O UNICO JEITO QUE ACHEI PRA POSTAR
    VEJA O QUE VOCÊ NAO GOSTAR DELTA
    QUEM QUIZER VER MAOIS POESIA DE MANDACARU
    ACESSA ORKUT MANDACARUVERDE@HOTMAIL.COM
    BOA NOITE GRANDE ABRAÇO
    JOSE VIEIRA(MANDACARU

    ResponderExcluir